Diego Farah


15/07/2018

A PEC da bengala – por Luiz Fernando Gama Pellegrini

PEC da bengala Há, não se nega, bons argumentos a favor da chamada PEC da bengala, que pretende estender para 75 anos a idade da "expulsória". Por outro lado, não se pode negar também que alguns querem vê-la aprovada imediatamente apenas para tirar das mãos da presidente Dilma a escolha de cinco (quiçá seis) novos ministros do STF, uma vez que este é o número dos que se aposentarão no próximo quadriênio. É o caso do jornalista Reinaldo Azevedo, que confessa na Folha de S.Paulo defender a PEC com o objetivo de que o Supremo "não se transforme na Arca de Noé do bolivarianismo, com laivos de 'Zorra Total'". E o jornalista faz essa alegoria para criticar dois dos candidatos mais falados nos últimos tempos no Planalto Central : José Eduardo Cardozo (ministro da Justiça) e Marcus Vinicius Furtado Coêlho (presidente da OAB). No intento demolitório, Reinaldo Azevedo pergunta quais são as credenciais que eles têm para o cargo. Não somos cabos eleitorais de ninguém, mas é forçoso convir que ambos possuem seus atributos. O jornalista não menciona, mas há também outros nomes sendo cogitados, como o professor Heleno Torres, o advogado-Geral da União Luís Inácio Adams, e pelo menos cinco ministros do STJ. Enfim, aguardemos. A saber, a indicação deve sair na segunda quinzena deste mês. Matéria publicada em 07/11/2014. http://www.migalhas.com.br/dePeso/16,MI210723,91041-A+PEC+da+bengala+e+a+bala+de+borracha



Diego Farah
© Copyright 2012 Luiz Infante Advogados Associados - Todos os direitos estão reservados.